Notícias em Destaque



07/07/2017 - Baile celebra história e pioneiros são homenageados

O Baile dos Pioneiros realizado na tarde desta sexta, 7, no Parque do Japão, reavivou histórias e promoveu reencontro de pessoas que fizeram de Maringá  não apenas uma cidade grande, mas uma grande cidade. Embalados por Tercílio Men e Banda, convidados se divertiram ao som de variados ritmos tocados para animar e dançar. Mais do que um evento de confraternização, o baile  também serviu de palco para homenagens a pioneiros (veja lista dos homenageados ao final do texto). Os convidados foram recepcionados pelo prefeito Ulisses Maia, o secretário de Cultura, Rael Toffolo, e os vereadores Odair Fogueteiro e Belino Bravin.


Ainda que já tradicional, esta edição do bailese revestiu de significado maior em função do aniversário dos 70 anos de Maringá. Muitos pioneiro que compareceram ao evento chegaram à região quando a cidade ainda era um projeto e se desenhava em meio à mata apenas como uma promessa de futuro. Foi exatamente o que lembrou o prefeito Ulisses Maia, ao rememorar um passado distante, de dificuldades e muitos obstáculos, vencidos pelos pioneiros com determinação e trabalho. “Quando muitos de vocês chegaram aqui no início da década de 1940, não derrubaram apenas mato, mas também suor e lágrimas”, disse o prefeito. 


“Jamais podemos nos esquecer que antes aqui só havia uma grande floresta, com picadas em meio à mata”, disse Ulisses Maia, lembrando que ′ser pioneiro significa muitas vezes deixar seu lugar de origem, sua família, e se aventurar em terras estranhas para construir um futuro′. O prefeito disse ainda que se sente orgulhoso quando ouve visitantes  elogiarem o planejamento e a beleza da cidade, mas lembra que foi num passado de dificuldade que se construir a Maringá do futuro, “a Maringá que tanto amamos”.


Ulisses Maia reiterou a importância de se homenagear os pioneiros, destacando o trabalho de cada um e a trajetória de superação que os conduziu ao longo da história. “A prefeitura e os vereadores fazem essa homenagem como um reconhecimento necessário e justo àquelas pessoas que vivenciaram momentos de dificuldades e, mesmo em meio tantos desafios, perseveraram na construção de uma cidade que enche a todos nós de orgulho”, disse o prefeito, depois de entregar placas e diplomas diversos pioneiros.


Pioneiros homenageados



Antonio Bulla Nascido em Santo Anastácio-SP, em 1945, veio para Maringá no mesmo ano, procedente de sua cidade de nascimento. Estabelecido na zona rural, sempre trabalhou na lavoura de café. Atualmente ocupa-se com a construção de imóveis. 


Elizeu Pereira da Fonseca  Nascido em Maringá, no ano de 1951, morou durante vários anos na Vila Operária. Trabalhou como atendente telefônico e entregador de jornal no “O Jornal de Maringá”, e posteriormente foi vidraceiro, função que exerceu até se aposentar em 2007.


Izaltino Machado Nascido em Cachoeiro de Minas-MG, em 1930, veio para Maringá no ano de 1946, procedente de Jaguapitã-PR. Trabalhando como carpinteiro da Companhia de Terras Norte do Paraná, ajudou a construir várias edificações em madeira na cidade, tais como a capela Santa Cruz e a antiga Catedral de madeira.


Jorge Fregadolli Nascido em Quatá-SP, em 1938, veio para Maringá em 1953, procedente da mesma cidade de nascimento. Atuando inicialmente como agricultor, trabalhou ainda como professor. Bacharel em Direito e formado em Contabilidade, atualmente exerce as funções de jornalista e é também membro da Academia de Letras de Maringá.


Sidnei Inácio Ferreira Nascido em Novo Horizonte-SP, em 1939, veio para Maringá no ano de 1946, procedente de Marialva-PR. Trabalhando inicialmente como agricultor, foi ainda bancário e funcionário federal do antigo INPS, atual INSS.


Antonia Correia Bulla Nascida em Jaguapitã-PR, em 1945, veio para Maringá em 1960, procedente da mesma cidade de nascimento. Trabalhando sempre como dona de casa, em 1969 casou-se com o pioneiro Antonio Bulla, e tiveram duas filhas dessa união.


Dylma Althair Castaldo Andrade Nascida em Casa Branca-SP, em 1935, veio para Maringá em 1959, procedente de Londrina-PR. Foi professora nas escolas Oswaldo Cruz e Brasílio Itiberê. Formou-se em História e Estudos Sociais pela UEM e em 1985 aposentou-se.


Magda Nancy Pariz Hokazono Nascida em Marília-SP, em 1947, veio para Maringá em 1956, procedente da mesma cidade de nascimento. Professora aposentada, possui 3 filhos e 3 netos. É viúva do pioneiro Massatochi Hokazono.


Tania Mariana Bravin Facci Nascida em Londrina-PR, veio para Maringá em 1955, procedente da mesma cidade de nascimento. Estabelecida inicialmente no Distrito de Floriano, casou-se com o também pioneiro Antonio Facci. Artista plástica e auxiliar de cartório, encontra-se atualmente aposentada.


Tomika Tanoue dos Santos Nascida em Maringá, no ano de 1952, morou nos bairros de Vila Operária, Vila Morangueirinha e Borba Gato, onde vive até hoje. Trabalhou como auxiliar de escritório na Cooperativa COTIA e foi agente administrativo do  antigo Inamps (hoje INSS) e Anvisa. Atualmente encontra-se aposentada.


Outras Notícias