Programação Cultural

 
Mês Anterior Mês Posterior Fevereiro/2019


Convite ao Teatro - Histórias
01/02/2019  à 01/02/2019 20h30
Local: Teatro Barracão
Valor: gratuito
Observação:O Espetáculo "Histórias" traz para o palco o saudosismo das brincadeiras e histórias que nossas avós e mães ensinavam quando "tínhamos tenra idade"... Bons tempos aqueles que estávamos à léguas e léguas da evolução massificante e pedante da mídia atual... Bom... voltando ao texto... a peça traz Pepita e Pirueta contando histórias inusitadas, claro mudando uma coisinha aqui, outra coisinha acolá, que é uma características das peças infantis da Cia, "inventar e reinventar histórias"... Malabares, acrobacias, bonecos são alguns dos elementos que envolvem esta história que traz alegria, reflexão e faz brilhar a pupila das crianças de todas as idades.
 
Teatro na Praça - Um encontro de Romeu e Julieta
03/02/2019  à 03/02/2019 16h30
Local: Ao lado da Biblioteca Municipal Palmeiras - Av. São Judas Tadeu, 1429 - Parque das Palmeiras
Valor: gratuito
Observação:

Um encontro de Romeu e Julieta

Uma história contada por dois clowns, uma comédia onde os dois se encontram na hora do recreio da escola para ler livros e descobrir uma história para ser encenada como trabalho do colégio. Depois de muitas discussões descobrem e decidem encenar a peça de Willian Shakespeare Romeu e Julieta. Mas como eles são somente em dois tem dificuldade de elenco pois dentro da peça existem muitos personagens. Decidem então que a parte encenada do texto será o momento em que Romeu entra nos jardins da casa dos Capuletos e tenta chegar até o quarto de Julieta pela sacada. Com linguagem lúdica, divertida, animada, a peça traz a ideia da possibilidade de transformar, imaginar, o faz de conta que usamos na nossa infância, que nos leva a dar vida e forma aos mais variados personagens. Brincamos de imaginar, brincamos com a história, brincamos com o teatro. Criando uma encenação divertida, envolvente,
inteligente e interativa

 
Convite à Literatura - Oficina: A recitação de poesias como criação teatral
05/02/2019  à 08/02/2019 13h30  às 17h30
Local: Casa de Cultura -Jd. Alvorada
Valor: gratuito
Observação:Oficina: A recitação de Poesias como criação Teatral Ministrada pelo ator e pesquisador Lucas Fiorindo, essa oficina é fruto de sua pesquisa artística sobre a transposição da poesia escrita em poética teatral. Percebeu-se que o exercício desse tipo de transposição se torna ocasião muito propícia para a descoberta de alguns dos tesouros da poesia e também do teatro. Trata-se de um despertar à leitura. A oficina é uma introdução a diversas técnicas e percepções: em resumo, parte-se da interpretação da poesia escrita com sua reconstrução imagética (técnica das imagens mentais) para a sua ativação vocal e musical - no ritmo (métrica) e nas entonações (nexo). Depois se busca a recriação do ′eu-lírico′ em personagem dramático e a conversão dos signos poéticos em procedimentos cênicos - no espaço, tempo, corporeidade/movimento/ação, emoção, figurinos, objetos, cenários, etc.
 
Convite à Dança - Ave de Rapina
06/02/2019  à 06/02/2019 20h30
Local: Teatro Reviver
Valor: gratuito
Observação:Ave de Rapina Cia Pedras Teatro Circo Utilizando a linguagem da dança-teatro e do teatro, com pinceladas da dança contemporânea, circo, capoeira (símbolos homogêneos), os atores trabalham com poemas do Livro "Vespas na retina" de Iara Ribeiro. Fazem um mergulho nas palavras que tentam exalar perfume onde a podridão insiste em impregnar seu cheiro em nossas almas. Seguir na resistência é preciso, dar nosso grito por meio de movimentos dançantes, onde os passos revelam palavras, onde a técnica ganha alma e a vida emana liberdade!

 
Convite à Música - Banda Corda Crua
07/02/2019  à 07/02/2019 20h30
Local: Teatro Barracão
Valor: gratuito
Observação:BANDA CORDA CRUA A Banda a Corda Crua teve seu início em 2009 em um Festival de Bandas promovido pelo Diretório Central dos Estudantes da UEM, surge com a intenção de pesquisar, difundir a cultura e fazer releituras da música nordestina em seus diversos ritmos como o Forró, o Baião, o Xaxado o Xote e o Arrasta-Pé. Desde sua formação a Banda tem sido muito bem aceita pelo público e pela crítica, tendo se apresentado em importantes Festivais como o Segundo Acorde Universitário promovido pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), sendo finalista com a música de autoria própria “Saga e Sina”, e inúmeras vezes em eventos e festividades tradicionais Juninas e Julinas em Teatros na Cidade de Maringá, como por exemplo o espetáculo “Homenagem aos 100 anos de Luiz Gonzaga” realizado no Teatro da UEM em 2012 e o espetáculo “Coisas que a Lua Canta” realizado no Teatro Reviver de Maringá, promovido pelo projeto Cottonet-CLUBE. Se apresentou também em importantes casas noturnas que tem por princípio difundir a cultura nordestina como por exemplo o “De Raiz”- Florianópolis-SC e a “Oficina de Macacos”- Araçatuba-SP. Outra importante apresentação foi no SESC - unidade Presidente Prudente-SP. Hoje a banda Corda Crua vem lançando trabalhos autorais, sendo classificada para grandes Festivais em nível nacional como o FEMUCIC - Maringá-PR, FENFIT - Itaúnas- ES e o FESTIVAL FORRÓ DA LUA CHEIA - Altinópolis-SP, já é reconhecida pelo público local como uma das principais referências quando a assunto é música com influências nordestinas de qualidade. Uma banda jovem, dançante e muito animada, com raízes no que há de melhor na música Brasileira, com um repertório clássico e inovador por seus arranjos e interpretações.
 
Convite ao Teatro - Todos fomos alunos
08/02/2019  à 08/02/2019 20h30
Local: Teatro Barracão
Valor: gratuito
Observação:O espetáculo é um incentivo à criatividade, à imaginação e desenvolve um olhar diferenciado sobre as situações vividas num ambiente escolar. O clown é um personagem tipicamente popular, que dilata e amplia aspectos simples, puros, humanos e ingênuos de cada um de nós, criando uma identificação muito grande do público com os sentimentos, ideias e atitudes dos clowns/alunos em sala de aula e estabelece relações com sua própria individualidade e com a escola, resgatando as memórias lúdicas vivenciadas no período escolar.

 
Convite à Literatura - FLIQ - Festa Literária de Quintal
10/02/2019  à 10/02/2019 15h  às 20h
Local: R. Vicente de Carvalho, 193
Valor: gratuito
Observação:A FLIQ é uma celebração de quintal que promove o livro e a leitura para toda família por meio de Contação de histórias, apresentações teatral, livros para leitura, lançamento de livro entre outras ações. A FLIQ já realizou 2 edições, sendo uma em Maringá e uma em Londrina. Nesta edição teremos a escritora Vanessa Meriqui, de São paulo, e Danilo Furlan , De Maringá, lançando livro com o ilustrador Maringaense Marcos Verdeiro. Outra novidade será o show de ventriloquismo da Paty com a Patricia Maia de Londrina além de teatro lambe-lambe com a Cia Anamá de Maringá, contação de histórias com Danilo Furlan e uma Chuva de contos com Rô Fagundes. será uma tarde de muita diversão, histórias e livros.
 
Convite à Música - Leo Nantes "As it now"
14/02/2019  à 14/02/2019 20h30
Local: Teatro Barracão
Valor: gratuito
Observação:Descrição:Leo Nantes "As it is Now" Show que apresenta o repertório do 1o disco solo do guitarrista e violonista londrinense, trabalho esse que mescla o rock instrumental, o violão brasileiro e pitadas de música regional. Além de composições próprias, o músico apresenta algumas releituras de sucessos que tornaram a guitarra um dos instrumentos mais populares do mundo. O músico se apresenta em formato solo, se utilizando em alguns momentos de trilhas e efeitos que forjam a vertente da guitarra moderna.
 
Convite ao Teatro - Todos fomos alunos
15/02/2019  à 15/02/2019 20h30
Local: Teatro Barracão
Valor: gratuito
Observação:O espetáculo é um incentivo à criatividade, à imaginação e desenvolve um olhar diferenciado sobre as situações vividas num ambiente escolar. O clown é um personagem tipicamente popular, que dilata e amplia aspectos simples, puros, humanos e ingênuos de cada um de nós, criando uma identificação muito grande do público com os sentimentos, ideias e atitudes dos clowns/alunos em sala de aula e estabelece relações com sua própria individualidade e com a escola, resgatando as memórias lúdicas vivenciadas no período escolar.
 
Convite à Literatura - O cinema no ensino de história e culura afro-brasileira e africana na educação básica
19/02/2019  à 19/02/2019 19h30  às 21h
Local: UEM - Bloco D34 - Anfiteatro 1º andar
Valor: gratuito
Observação:Palestrante: Prof.Ms. Welington Junior Jorge O projeto consiste na discussão da Obra “O cinema no ensino de história e cultura afro-brasileira e africana na educação básica”, de Delton Aparecido Felipe. Terá inicio às 19:30, com o Palestrante Prof. Ms. Welington Junior Jorge, trabalhando os principais temas apresentados no livro, que tratam sobre a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira e africana na educação básica. Ao final da palestra, o professor responderá questões dos ouvintes, de forma a gerar uma discussão esclarecedora sobre o conteúdo apresentado. A Duração total do evento será em torno de 1 h 30 minutos.
 
Convite à Dança - O Baile
20/02/2019  à 20/02/2019 20h30
Local: Teatro Reviver
Valor: gratuito
Observação:Espetáculo "O Baile" O Baile apresenta a dimensão mnemônica da dança de salão que tem sua origem na idade média a partir da representação de personagens em peças teatrais, seguido de danças lúdicas que tinham como objetivo o entretenimento e a comunicação social. As danças perpassam o cenário do salão de baile, um resgate dos aspectos culturais que identificam a pluralidade que envolve suas gestualidades e musicalidades. Não se trata de revelar a história de uma ou outra dança, mas observar como estas danças transmitiram sensações ao longo do tempo, movidos pelo sentido nostálgico, causador de uma ludicidade que se configura no sentido ético-estético que orienta o gestual dançante das danças de salão. Dos bailes da corte do séc XIX, com apresentação de Valsa, aos bailes da década de 2010, passando pelo tango, forró, salsa, zouk, e samba de gafiera, retratando como a dança de salão se desenvolveu no Brasil e o processo de colonização na América Latina. O grupo é composto de 23 dançarinos, 1 técnica de palco e 1 assistente de direção. Os ritmos, apresentados no palco, caracterizam o resgate da popularidade dessas danças que foram se tornando elitizadas, voltando-se para sua gênese por meio do jogo tensional entre o popular e o erudito
 
Lançamento do documentário: “Um pedaço das Histórias das Bandas de Baile de Maringá”.
21/02/2019  à 27/03/2019 20h
Local:
Valor: gratuito
Observação:
Será lançado um documentário lembrando os momentos inesquecíveis dos bailes de Maringá, contando um pouco da história de seus protagonistas: músicos, orquestras, conjuntos e bandas musicais.
A obra está sendo produzida com verba de Incentivo à Cultura - Prêmio Aniceto Matti, por meio da SEMUC - Secretaria de Cultura da Prefeitura do Município de Maringá, tendo como proponente Ronaldo Gravino Produções Artísticas. O produto final será um DVD a ser distribuído gratuitamente pela Secretaria de Cultura.
O documentário apresenta parte dessas histórias, de meados da década de 1950 até a década de 1990, trazendo a lembrança de momentos inesquecíveis de alegria, dança e encontros que os bailes proporcionaram em Maringá.
A primeira exibição do documentário será dia 21 de fevereiro, quinta-feira, às 20 horas, no Teatro Oficina da UEM.

Exibições sempre gratuitas.

21 de fevereiro, quinta-feira. - 20h - Teatro Oficina da UEM*
22 de fevereiro, sexta-feira. - 20h - Teatro Oficina da UEM
24 de fevereiro, domingo. - 18h - Shopping Boulevard Mandacaru**
25 de fevereiro, segunda-feira. - 20h - Teatro Oficina da UEM
27 de fevereiro, quarta-feira. - 20h - Teatro Oficina da UEM

* Av. Colombo, 5790- Bloco O-08 ao lado da garagem.
** Av. Mandacaru, 277, Sobreloja - Espaço Cultural Mandacaru.
 
Convite ao Teatro - Todos fomos alunos
22/02/2019  à 22/02/2019 20h30
Local: Teatro Barracão
Valor: gratuito
Observação:O espetáculo é um incentivo à criatividade, à imaginação e desenvolve um olhar diferenciado sobre as situações vividas num ambiente escolar. O clown é um personagem tipicamente popular, que dilata e amplia aspectos simples, puros, humanos e ingênuos de cada um de nós, criando uma identificação muito grande do público com os sentimentos, ideias e atitudes dos clowns/alunos em sala de aula e estabelece relações com sua própria individualidade e com a escola, resgatando as memórias lúdicas vivenciadas no período escolar.
 
Convite à Literatura - HaikaiPita! Slam de Haikais Abrasileirados
23/02/2019  à 23/02/2019 15h  às 17h
Local: Parque do Japão
Valor: gratuito
Observação:Descrição: HAIKAI-PIRA "HaikaiPira! Um Slam de Haikais Abrasileirados", onde, nas regras dessa brincadeira poética, entende-se por haikai qualquer manifestação de poesia curta (o vulgo "versinho"). Dividida em três rodadas e finais, a pessoa que obter mais pontuação ganhará uma pilha de livros de poesia contemporânea, podendo ficar com um e escolher outras pessoas presentes para compartilhar o restante. Afinal, poesia é para todos! A primeira hora do evento conta com microfone aberto pra todo tipo de manifestação poética. Venha participar dessa brincadeira dividindo sua arte conosco!
 
Cinema a céu aberto - Quem quer ser um milionário (2008)
27/02/2019  à 27/02/2019 19h30
Local: Praça do Antigo aeroporto - Av. Dr. Gastão Vidigal, 6164-6198 - Conj. Res. Cidade Alta
Valor: gratuito
Observação:

Sinopse

Jamal Malik vem de uma família das favelas de Mumbai, Índia, e está prestes a ganhar o prêmio de 20 milhões de rúpias no programa Quem Quer Ser Um Milionário?  - - feito que nenhum participante jamais conseguira até então. Visto por toda a população através da televisão, Jamal acaba sendo preso por suspeita de trapaça. Afinal, como um rapaz que morou toda a vida na rua pode ter conhecimento suficiente para vencer o jogo? Teria ele roubado? Ou seria apenas sorte? Para provar suainocência, Jamal começa a contar a sua história e de onde ele tirou a resposta para cada uma das perguntas, relembrando da sua infância com seu irmão na favela e falando da sua paixão pela jovem Latika.


Título Original: Slumdog Millionaire
Direção: Danny Boyle
Gênero: Drama
Estréia: 2008 

Classificação: 16 anos

 
Convite à Dança - Onomatopeias Silenciosas
27/02/2019  à 27/02/2019 20h30
Local: Teatro Reviver
Valor: gratuito
Observação:ESPETÁCULO “Onomatopéias Silenciosas” - CIA DUO DUE Onomatopeia do grego onomatopoiía, que significa “ato de fazer palavras”. [Linguística] Composição de uma palavra que se baseia numa reprodução similar de um som que passa a ser relacionado a ela; Gramática] A palavra que se forma a partir da reprodução similar de um som, ex: bang(tiro), cabrum(trovão), cataploft(tombo). As ′Onomatopéias Silenciosas′ são todos os ruídos internos do ser humano que não são externalizados. Mente inquieta, dúvida, receio, corpo voraz... histórias enjauladas meio a um corpo externamente “silencioso”,enquanto o interno grita suas onomatopéias, o externo com medo se esconde por receio de não ser aceito, reproduzindo ou querendo reproduzir o padrão comportado, reto, vertical, perfeito... “limpo”, o que um dia disseram ser correto. O que se esconde por detrás de padrões sociais considerados “corretos/errados”? Nos ensinaram a escutar nossas Onomatopéias? É possivel aceitar e/ou manifestar suas onomatopéias? O Espetáculo é dividido em 4 partes: 1ª: Do Ideal a Ilusão 2ª: Descobrindo o Interior 3ª: A coragem de entrar em crise 4ª: A consciência de querer renascer Classificação 14 anos
 
Convite à Música- No bico da Chaleira
28/02/2019  à 28/02/2019 20h30
Local: Teatro Barracão
Valor: gratuito
Observação:Descrição:NO BICO DA CHALEIRA O grupo NO BICO DA CHALEIRA é a junção dos grupos “Novo Trio” e “Trio Reserva”; ambos os grupos têm trabalhos parecidos no cenário da musica na região, devido isso, resolveram se juntar e formar um espetáculo que explore a característica de cada grupo formando uma nova unidade, trazendo o a tona o que a música brasileira possibilita que é a cooperatividade e a união dos músicos. O show trás para o publico a experiência de viajar por uma linha cronológica da música brasileira - em específico os gêneros: Samba e Choro. O repertório foi organizado de maneira que o ouvinte pode associar claramente a relação do samba com o choro e como um gênero está ligado ao outro. Passando por diversos compositores brasileiros, podemos fazer uma caminhada entre os compositores dos gêneros citados e notar as influências mútuas no repertório. Os arranjos são feitos coletivamente criando uma interação maior entre os músicos, o estilo original é preservado na maioria das vezes, porém contamos com a inserção de diferentes linguagens nos arranjos. A formação do grupo se assemelha ao conjunto típico dos gêneros da música brasileira do início do séc XX - o “Regional”.