Notícias em Destaque



10/08/2018 - Prefeitura conclui reuniões para ouvir prioridades da população


Mesmo com a baixa temperatura registrada na noite da última quinta-feira, dia 9, um número significativo de moradores da região do Jardim Novo Horizonte participou da quinta e última Audiência de Planejamento e Gestão Territorial (APGT) realizada pela Prefeitura de Maringá para ouvir a população a respeito das prioridades de investimento nos bairros a serem incluídas no orçamento anual do município em 2019.
Realizada na Escola Municipal Padre Pedro Ryo Tanaka, no Jardim Novo Horizonte III, a reunião teve o objetivo de consultar a população e ouvir quais são os investimentos mais importantes para a cidade nos próximos anos.
As APGTs são organizadas pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá (IPPLAM), Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplan) e pela Secretaria de Fazenda (Sefaz).
Mesmo com o fim das audiências presenciais com moradores, a população maringaense ainda tem prazo até o dia 20 de agosto para preencher, via internet, os questionários do Orçamento Cidadão disponíveis no site http://www2.maringa.pr.gov.br/sistema/arquivos/assembleias-de-planejamento-e-gestao-territorial/anexo-ii-descricao-dos-bairro-apgts.pdf  
Segundo o diretor-presidente do IPPLAM, Celso Saito, todos os apontamentos feitos pelos moradores nas cinco APGTs realizadas, assim como as sugestões feitas via internet, são anotados e compilados para serem encaminhados para as secretarias municipais para estabelecer as prioridades a serem atendidas pela administração municipal no orçamento do próximo ano.
As prioridades de cada região da cidade serão definidas até o final deste mês. 
Seleção de prioridades
Conforme levantamento preliminar verificado nas reuniões com a comunidade maringaense, as principais questões levantadas pela população para serem inseridas entre as prioridades de obras e ações futuras são referentes a serviços públicos, saúde, segurança e manutenção de áreas públicas, entre outros itens.
“Todas as sugestões apontadas são anotadas e as mais importantes serão priorizadas nas ações administrativas previstas para a partir de 2019”, assegura Celso Saito.
No ano passado, por exemplo, foram realizadas as mesmas reuniões para a confecção do Orçamento Cidadão de 2018 e o resultado foi, além da melhor destinação dos recursos municipais, um melhor entendimento dos problemas de infraestrutura e serviços públicos na cidade.
Para o secretário de Planejamento e Urbanismo (Seplan), engenheiro civil Sigmar Navachi, por meio das sugestões apresentadas, as secretarias municipais podem planejar melhor seu orçamento para o período de 2019 a 2021, garantindo uma melhor aplicação dos recursos municipais a partir das necessidades reais apontadas pela população.
Nas cinco reuniões (APGTs) realizadas neste ano foram ouvidos os apontamentos das comunidades da região central e sul da cidade (APGT 1), região nordeste no Conjunto Lea Leal (APGT 2), região norte no Jardim Alvorada (APGT 3), região da Vila Santa Izabel (APGT 4) e do Jardim Novo Horizonte III (APGT 5).
Mais informações: (44) 3901-8821 (IPPLAM) / 3221-1551 (Seplan)

Outras Notícias