Planos de Trabalho



PLANO DE TRABALHO DO FUTEBOL


O Futebol possuir cerca de 200 milhões de atletas profissionais registrados e ainda contar com uma entidade internacional (FIFA) que tem o maior número de países filiados dentre todas as outras existentes no mundo, são apenas alguns dos fatores que possibilitam ao futebol ser chamado de esporte mais popular do planeta.

Os diversos interesses despertados pelo futebol, principalmente os que representam os altos investimentos financeiros, promoveram uma necessidade constante de formar novos jogadores de maneira mais organizada e científica. Paralelamente, as grandes cidades passaram a perder seus espaços livres, que serviam de campos para crianças e adultos desenvolverem livremente suas habilidades futebolísticas, por conta do constante processo de urbanização das mesmas.

Esses dois fatores foram os principais responsáveis pelo surgimento das Escolas de Futebol que, segundo Bielinski (1998), possuem formas de organização distintas. Podem ser seletivas ou não-seletivas. Alcaraz e Torreles (2003) definem a existência das Escolas de Futebol (neste caso de caráter seletivo) pela necessidade de uma estrutura específica para o futebol de base, cujo único e principal objetivo é a formação de atletas profissionais. Esses autores nos dizem ainda que, na formação de futuros atletas, devem ser levadas em consideração, a prática de atividades de preparação que evidenciem o desenvolvimento dos aspectos técnicos, táticos, físicos e psicológicos.

O Projeto Futebol desenvolvido desde o ano de 2009 no Centro Esportivo Miosótis, engloba tanto os aspectos seletivos quanto os não-seletivos no processo de formação desportiva a longo prazo.


PLANO DE TRABALHO DO FUTEBOL

Outros Artigos

Galeria de Fotos