Combate a Dengue



Dengue


          A Gerência de Vigilância de Zoonoses e Vetores coordena as ações do Programa Municipal de Controle da Dengue (PMCD) do Município de Maringá, um órgão da Secretaria Municipal de Saúde responsável pelas ações e serviços públicos voltados para a vigilância, prevenção e controle da Dengue.
          O município de Maringá apresenta um índice de IIP (Índice de Infestação Predial) para i Aedes Aegypti de 1,2% no último LIRAa (Levantamento Rápido de Índices para o Aedes aegypti) realizado no mês de outubro de 2019.
          O Aedes aegypti é um mosquito domestico, encontrado preferencialmente dentro dos domicílios humanos, cerca de 80% dos criadores estão dentro das residências. Os principais reservatórios de água parada estão nos lixos domestico e/ou vasos de plantas, e no que se refere aos lotes urbanos não edificados o importante é a ausência de materiais inservíveis e lixos em geral nestes locais. A ação de prevenção esta voltada para a educação em saúde continuada junto a população e fiscalização efetiva das legislações pertinentes a conservação de terrenos.
          As diretrizes do PNCD (Programa Nacional de Controle da Dengue), esclarecem que o controle mecânico de Aedes aegypti (a eliminação manual dos criadouros) é o método mais eficaz, uma vez que elimina indiscriminadamente os indivíduos das populações de vetores, incluindo aqueles resistentes e não resistentes a inseticidas.
          Na rotina de campo do controle de dengue o objetivo é a eliminação de focos de criadores do Aedes aegypti em todos os imóveis e residências do município, orientação à população casa a casa, salientando a necessidade de manutenção da limpeza dos imoveis com eliminação de criadores dos vetores, para diminuição do indice vetorial.

Plano de Gerenciamento e Controle da Dengue nas empresas

         Somando a todas essas ações de combate à dengue, a Secretária de Saúde, apresenta a Resolução Estadual 0029/2011, que dispõe sobre a Norma Técnica de prevenção à proliferação do Aedes aegypti, transmissor da Dengue e Febre Amarela. A Resolução torna obrigatória  elaboração de um plano de gerenciamento para Prevenção e controle da Dengue - PGPCD.
          Os proprietários ou responsáveis pelos estabelecimentos citados na Norma Técnica terão que realizar ações de sensibilização e educação ambiental junto aos funcionários e de forma organizativa fazer a segregação e melhor acondicionamento dos materiais que possam servir de possíveis criadouros do mosquito.


Responsável: Suelen Teixeira Faria
                    Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).
                    Especialização em Farmacologia pela UEM.
                    Especialização em Preceptoria no Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Sírio LIbanês.
Gerente de Vigilância de Zoonoses e Vetores
Telefone: (44) 3218-3188
Email: saude_zoonoses_gerencia@maringa.pr.gov.br

Plano de Gerenciamento para Prevenção e Controle da Dengue - PGPCD
Resolução SESA N° 29
Lei Complementar N° 657
Lei Complementar N° 732
Lei Complementar N° 850
LIRAa I - 2019
LIRAa II - 2019
LIRAa III - 2019
LIRAa IV - 2019
Maringá

Secretaria Municipal de Saúde

Avenida Prudente de Moraes, 885 - Zona 7

Maringá - Paraná - Brasil

Fone: (44) 3218-3100