Serviços de Saúde



AMBULATÓRIO MUNICIPAL DE IST/HIV/AIDS E HEPATITES VIRAIS


R. Tabaetê esq. c/ Assunção - Jd. Novo Horizonte

Linha de circular - 714 Hospital Municípal

Fone: 3293-8334 e 3293-8335 Ambulatório

CNES: 3995682

O Ambulatório Municipal de IST/HIV/aids e Hepatites Virais oferece atendimento aos portadores de infecções sexualmente transmissíveis (IST), HIV/aids e Hepatites Virais para Maringá e mais 29 municípios da 15º Regional de Saúde.
O Ambulatório é divido em três serviços distintos, sendo o Centro de Testagem e Aconselhamento, o Serviço de Assistência Especializada e a Unidade Dispensadora de Medicamentos.

Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA)

Setor responsável pelas ações de promoção, prevenção e diagnóstico das infecções sexualmente transmissíveis, com profissionais capacitados de acordo com normas do Ministério da Saúde para a execução dos testes, bem como para a entrega de resultados.
Horário de atendimento ao público é de segunda a quinta, das 07h às 16h, realizando teste rápido de HIV, sífilis, hepatites B e C.
O atendimento possui três fases:
• Pré-aconselhamento: com objetivo de esclarecer dúvidas, fornecer orientações e prestar apoio emocional ao usuário, visando a prevenção e autocuidado;
• Coleta dos exames: teste rápido e,  se houver necessidade,  teste convencional;
• Pós-aconselhamento: entrega do resultado e esclarecimento de dúvidas.



Além do atendimento interno, o CTA realiza ações extramuro que compreende executar as campanhas temáticas anuais - Carnaval, População Chave das Universidades, Dia Internacional da Mulher, Expoingá, Dias dos Namorados, Idoso, Dia mundial de combate as Hepatites Virais, e Sífilis,  1° de Dezembro - semana de luta contra aids, entre outras.
Também disponibiliza insumos de prevenção, como gel lubrificante, preservativos masculinos e femininos para a população em geral.
Para agendar atividade com este setor, o interessado poderá realizar através do telefone. Pedimos que qualquer solicitação seja realizada com três meses de antecedência.



Horário de funcionamento é das 07h às 16h.
Contato: (44) 3293-8330

Ambulatório de HIV/aids

Serviço ambulatorial de assistência especializada que realiza ações de tratamento aos pacientes, dividindo-se em quatro ambulatórios: HIV/aids; IST; Hepatites e Tuberculose (casos resistentes).
Serviço responsável pelo atendimento a pessoas vivendo com HIV/aids (PVHA) com objetivo de prestar assistência integral e de qualidade, por meio de uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, farmacêuticos, psicólogos, assistentes sociais, odontólogos, entre outros.

Horário de funcionamento é das 07h às 18h.
Contato: (44) 3293-8334 e 3293-8335



Ambulatório de IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis)

Responsável por tratar outras infecções sexualmente transmissíveis, que não HIV/aids, e tem atendimento restrito a população de Maringá.
Infecções mais comuns atendidas no Ambulatório de IST:
Condiloma Acuminado: causado pelo vírus HPV (vírus do papiloma humano).
Sífilis: causada pela bactéria Treponema pallidum.
Gonorréia e infecção por clamídia: causadas por bactérias (Neisseria gonorrhoeae e Clamídia trachomatis, respectivamente).

Ambulatório de Hepatites

Em 2015 o Ambulatório de Hepatites migrou do CISAMUSEP para o Serviço de Assistência Especializada, onde realiza atendimento para portadores de hepatites virais (Maringá e 15º Regional) e outras doenças hepáticas (Maringá).

Ambulatório de Tuberculose Resistente

Conveniado com o CISAMUSEP, o Ambulatório de Tuberculose Resistente foi transferido para o Serviço de Assistência Especializada em março de 2017. Responsável pelo atendimento a pacientes com resistência aos antibióticos. A tuberculose considerada sensível tem sua porta de entrada e atendimento as Unidades Básicas de Saúde.

Unidade Dispensadora de Medicamentos (UDM)

Farmácia especial responsável pela dispensação apenas de medicamentos para o tratamento de HIV/aids, hepatites e de outras ISTs. Atendimento de livre demanda, porém restrito aos pacientes cadastrados nos Ambulatórios deste serviço.

Horário de funcionamento é das 07h às 18h.
Contato: (44) 3293-8331

Prevenção Combinada do HIV

Diante das possibilidades de conjugação das intervenções de Prevenção Combinada do HIV, o CTA, enquanto serviço especializado na prevenção do HIV, das IST e das hepatites virais, tem um papel estratégico para as ofertas das ações de Prevenção Combinada, o que demanda articulação e incorporação dessas intervenções nas Redes de Atenção à Saúde (RAS). Para tanto, faz-se necessária a redefinição do papel dos CTA nas RAS, contemplando as diferentes realidades, contextos locais e capacidades de resposta, buscando sempre ofertar o maior nível de resolubilidade possível em relação às necessidades das populações prioritárias atendidas nos serviços (BRASIL, 2017).
As ações de prevenção ofertadas pelo CTA não ocorrem de forma isolada e devem interagir com outras ações de resposta à epidemia do HIV. Nesse sentido, os CTA têm o importante papel de potencializar a incorporação das ações de Prevenção Combinada do HIV.

Profilaxia Pré-Exposição (PrEP)

A Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) consiste no uso de antirretrovirais (ARV) para reduzir o risco de adquirir a infecção pelo HIV. Essa estratégia se mostrou eficaz e segura em pessoas com risco aumentado de adquirir a infecção. Seu objetivo é preparar previamente o organismo do(a) usuário(a) para que, no momento do contato com o vírus, o medicamento atue no bloqueio do ciclo de reprodução do HIV no corpo, reduzindo o risco de infecção.
A PrEP se insere como uma nova estratégia de prevenção disponível no SUS, direcionada a segmentos populacionais mais vulneráveis ao HIV, com o objetivo de reduzir o risco de infecção e a consequente transmissão do vírus a outras pessoas e contribuindo para o alcance das metas relacionadas ao fim da epidemia do HIV.
A partir dos marcos da Prevenção Combinada do HIV, que estabelecem diferenciação de ações de prevenção para distintos segmentos, de acordo com suas vulnerabilidades, a PrEP é orientada apenas para algumas das populações sob maior risco e vulnerabilidade de adquirir o HIV, listadas a seguir:
1. Gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH);
2. Transexuais;
3. Profissionais do sexo; e
4. Parcerias sorodiferentes - quando apenas um(a) dos(as) parceiros(as) está infectado(a).
As evidências científicas produzidas por recentes pesquisas demostram que o uso de PrEP reduz em até 90% o risco de infecção pelo HIV (GRANT, 2010). Em Maringá a PrEP iniciou em 01/08/2019.



Profilaxia Pós-Exposição (PEP)

A Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP) é uma medida de prevenção da infecção pelo HIV que consiste no uso de medicamentos antirretrovirais em situações de exposição ao vírus. Como se trata de urgência médica, deve ser iniciada, preferencialmente, nas primeiras duas horas, para melhor eficácia, e até 72 horas após a exposição de risco. Não deve haver restrição de horário no atendimento imediato dos(as) usuários(as) para essa demanda durante todo o horário de funcionamento do serviço. A profilaxia pós-exposição também pode ser indicada para IST e hepatites virais, conforme protocolo vigente. 



Responsável: Marcelo da Silva
Doutorado em Enfermagem pela Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Mestrado em Enfermagem pela Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Especialização em Especialização Segurança do Paciente pela Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ
Especialização em Enfermagem em Urgência e Emergência pela Faculdades Integradas do Vale do Ivaí (FIVALE)
Especialização em Metodologia da Ação Docente pela Universidade Estadual de Londrina (UEL)
Graduação em Enfermagem pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)




Carga Viral Hepatite B
Carga Viral Hepatite C
Genotipagem Hepatite C

Outros Artigos

Maringá

Secretaria Municipal de Saúde

Avenida Prudente de Moraes, 885 - Zona 7

Maringá - Paraná - Brasil

Fone: (44) 3218-3100