Zoonoses



Centro de Controle de Zoonoses Vetores e Pragas Urbanas


A Gerência de Vigilância de Zoonoses e Vetores coordena as ações do Centro de Controle de Zoonoses, Vetores e Pragas Urbanas (CCZ) do Município de Maringá, um órgão da Secretaria Municipal de Saúde responsável pelas ações e serviços públicos de saúde voltados para a vigilância, prevenção e controle das zoonoses, visando a profilaxia de doenças transmitidas por vetores com relevância para a saúde pública, e a promoção e bem-estar entre animais e homens.
O principal foco de atendimento do CCZ está relacionado às primatas, morcegos, cães agressivos, escorpiões, aranhas, cobras e animais suspeitos de zoonoses. As ações realizadas pelo CCZ são preventivas, baseadas em trabalhos educativos com a colaboração e participação de toda a sociedade, complementada por ações legais e fiscais, tais como:
• Controle de Raiva: acompanhamento dos casos de mordedura/arranhadura de cães, gatos e outros animais com risco para transmissão de raiva por médicos veterinários, além do monitoramento e análise de animais suspeitos da doença, principalmente morcegos, primatas, cães e gatos, através do envio de amostras ao Laboratório Central do Estado do Paraná;
• Controle da febre amarela, leishmaniose e outras doenças transmitidas por vetores: acompanhamento da presença dos flebotomíneos e outros arbovírus em nossas matas, e de seus reservatórios, por exemplo, primatas e outros animais.
• Controle dos acidentes com animais peçonhentos: vistoria dos imóveis, captura dos animais e acompanhamento dos acidentes, com orientação sobre prevenção, venenos e/ou peçonha de animais domésticos e sinantrópicos;
• Desenvolvimento de atividades que visam a posse responsável de animais domésticos, seu cuidado e higienização, conforme a legislação vigente;
• Recolhimento de animais que representam risco à saúde pública e/ou com suspeita de zoonoses.
Uma das preocupações do CCZ é a presença do escorpião amarelo no município, uma praga urbana, adaptada e distribuída em todo o território, e sua proliferação está associada a alguns fatores: a presença de alimento (outros insetos) e água, esconderijos (entulhos) e a ausência de predadores naturais (algumas aves e reptéis), e por isso a necessidade de manter os lotes urbanos não edificados limpos, sem a presença madeiras, restos de obras e entulhos de um modo geral.

Os cães e gatos recolhidos e não resgatados, poderão ser adotados.

Link: www.maringa.pr.gov.br/doacao/

Responsável: Suelen Teixeira Faria
Graduação em enfermagem pela Universidade Estadual de Maringá (UEM);
Especialização em Farmacologia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM);
Especialização em Preceptoria no Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Sírio Libanês;
Mestrado em Enfermagem pela Universidade Estadual de Maringá (UEM);
Gerente de Vigilância de Zoonoses e Vetores 
Telefône: 3218-3188
E-mail: saude_zoonoses_gerencia@maringa.pr.gov.br

Maringá

Secretaria Municipal de Saúde

Avenida Prudente de Moraes, 885 - Zona 7

Maringá - Paraná - Brasil

Fone: (44) 3218-3100