Atendimento ao Contribuinte Alvará Online ISS Eletrnico Licitações Concursos Edital qualificação de marcas Plano Decenal dos Direitos Humanos ÔNIBUS NOVOS HORÁRIOS Acesso Cidadão - Senha Web AUDIÊNCIA - ERA AVENIDA COLOMBO
LEVANTAMENTO
COMPARTILHE  
01 de Setembro de 2017
Reduzir Fonte Aumentar Fonte
 
Ações de combate e prevenção derrubam o índice de dengue
 
Diretoria de Comunicação
 
O secretrio de Sade, Jair Biatto, explicando o ndice Geral de Infestao Predial do Municpio (IIP) de 0,9% de infestao, considerando risco baixo. Clique para ampliar a foto
O secretrio de Sade, Jair Biatto, explicando o ndice Geral de Infestao Predial do Municpio (IIP) de 0,9% de infestao, considerando risco baixo.
Foto: Jssica Euflausino/PMM
Clique para ampliar a foto
Alm do secretrio de Sade, Jair Biatto, estiveram presentes na reunio do 3 Lira a enfermeira do programa municipal de combate dengue, Janete Fonzar, o vereador Carlos Mariucci e demais profissionais da sade.
Foto: Jssica Euflausino/PMM
A Secretaria de Saúde divulgou nesta sexta, 1º, o 3º Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRA) de 2017, que apontou o Índice Geral de Infestação Predial do Município (IIP) de 0,9% de infestação, considerando risco baixo. No primeiro levantamento desse ano, a coleta de amostras foi feita de 30 de janeiro a 3 de fevereiro. O IIP na ocasião foi de 3%, considerado risco médio para a possibilidade de infestação de dengue. Participaram da reunião o secretário de Saúde, Jair Biatto, a enfermeira do programa municipal de combate à dengue, Janete Fonzar, o vereador Carlos Mariucci e demais profissionais da saúde. 

A porcentagem do IIP equivale a 20% de imóveis vistoriados (214.699) onde foi encontrada a larva do mosquito. De janeiro a agosto de 2017 foram notificados 1.640 casos, sendo 84 positivos, porém, nenhuma área da cidade está acima de 0,4%, número considerado de alto risco de infestação, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A redução de casos é revelada em comparação as quatro semanas epidemiológicas de 2016 e 2017. No ano passado, foram registrados 116 casos, desses oito são positivos. Este ano, foram 88 casos notificados e sete positivos. Os bairros que contemplam o maior índice de infestação, ou seja, áreas de alto risco de infestação são a Vila Morangueira, Jardim Alvorada e Morangueira Ampliação, cujo índice atingiu 3,8%. 

Segundo o secretário de Saúde, Jair Biatto, a redução se deve as ações do programa Bota-Fora, realizado pela Secretaria de Serviços Públicos (Semusp), para recolher objetos inservíveis armazenados nas residências que sejam potenciais criadouros da larva do mosquito. O período de estiagem com poucas chuvas também colaborou para a redução dos índices. 

QUase 33% dos principais criadouros encontrados foram em lixos domiciliares e outros em resíduos sólidos, barris e tintas com 23,4% e em terceiro, vasos de plantas com 17,0%. As pessoas precisam ficar atentas aos cuidados dentro de casa. É importante entender que o combate à dengue segue todos os dias, principalmente em dias chuvosos, ressalta Biatto. A secretaria de Saúde segue intensificando as ações de prevenções e visitas domiciliares. Neste semestre foram contratados cerca de 36 agentes da epidemia.
 
 Outras Notícias
 
» ′Bosque da Amizade′ recebe 400 novas mudas; prefeito planta ipê roxo
» ′Bosque da Amizade′ recebe 400 novas mudas; prefeito planta ipê roxo
» ′Bota Fora′ no Jardim Universo combate dengue e escorpião amarelo
»  Busca pela classificação do Handebol Feminino marca agenda esportiva do fim de semana
» Semob inicia vistoria de mototáxi e motofretes
» ′Bota Fora′ mira mosquito da dengue e escorpião amarelo
 
+ Notícias
 

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ

Av. XV de Novembro, 701 - Centro

Maringá - Paraná - Brasil - Cep: 87013-230

Fone: (44) 3221.1234

Registro Ponto do Servidor