• Castração e Emergência Animal
  • Coleta Seletiva
  • Locais Coleta Seletiva - Vidros
  • Farmácia Móvel
  • Colab - Rede Social para Cidadania
  • N/D
  • N/D
Atendimento ao Contribuinte Alvará Online ISS Eletrônico Licitações Concursos Edital qualificação de marcas Rede de proteção a criança e adolescente Acesso Cidadão - Senha Web PROMUBE Jogos Abertos de Maringá - Inscrições
2007-2019
COMPARTILHE  
24 de Janeiro de 2020
Reduzir Fonte Aumentar Fonte
 
Maringá registra aumento de 2.275% em casos de HIV e 29% de AIDS
 
 
Diretoria de Comunicação
 
Quem tem vida sexualmente ativa deve fazer a testagem sempre que possível, em especial quando a pessoa se sentir exposta Clique para ampliar a foto
Quem tem vida sexualmente ativa deve fazer a testagem sempre que possível, em especial quando a pessoa se sentir exposta
Marcio Naka/PMM
 Confira a tabela com os indicativos
A Secretaria de Saúde de Maringá faz o alerta para números preocupantes. Os casos de HIV aumentaram 2.275%, saltando de 12 confirmados em 2007 para 285 em 2019. Para AIDS o crescimento foi de 29% (115-149 no comparativo). Veja gráfico em anexo. Sexo sem camisinha e falta de conhecimento sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) são principais motivadores. 
Em 2019, os números bateram recorde. O grupo que liderou os casos confirmados é de homens. Foram 350 diagnósticos positivos para HIV e AIDS. O público feminino acumulou 93 casos confirmados no período. A faixa etária predominante foi dos 20 aos 34 anos, com 266 dos 350 diagnósticos. 
Marcelo da Silva, coordenador do Ambulatório Municipal de IST/HIV/Aids e Hepatites Virais, relata que atualmente é possível diagnosticar pacientes com HIV precocemente. A consequência é realizar um tratamento mais efetivo e evitar óbito por AIDS. "É inadmissível, no século XXI, 40 anos após o surgimento da AIDS, ainda diagnosticarmos pessoas com a infecção", lamenta. 
A Prefeitura de Maringá incentiva a prevenção à infecção com a entrega de preservativos gratuitos nos postinhos e Unidades de Pronto Atendimento (UPA). O Ambulatório Municipal de IST/HIV/Aids e Hepatites Virais (R. Tabaete, 396) realiza os testes para diagnóstico todos os dias da semana, das 7h às 17h, sem pausa para almoço. 
Quem tem vida sexualmente ativa deve fazer a testagem sempre que possível (ideal é de 3 a 3 ou 6 em 6 meses), em especial quando a pessoa se sentir exposta. No ambulatório, o paciente recebe atendimento humanizado, sigiloso e, em caso de diagnóstico positivo, é orientado sobre o tratamento. No Brasil, em caso de HIV e AIDS, o medicamento é fornecido exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Saiba Mais 
Gráfico com os números de diagnósticos detalhados por sexo, faixa etária, escolaridade e orientação sexual pode ser conferido no anexo. 

 
 Outras Notícias
 
» Convênio com governo garante recape de 26,8km em Maringá
» Prova Tiradentes abre segundo lote de inscrições gratuitas
» Saúde intensifica combate à dengue com uso de bomba manual
» Prefeitura recupera estradas rurais na região
» Confira o que abre e fecha no feriado de Carnaval
» Aos 89 anos, cidadão dá exemplo contra dengue após orientação
 
+ Notícias
 

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ

Av. XV de Novembro, 701 - Centro

Maringá - Paraná - Brasil - Cep: 87013-230

Fone: (44) 3221.1234