• Conselho Municipal da Mulher
  • Castração e Emergência Animal
  • Coleta Seletiva
  • Locais Coleta Seletiva - Vidros
  • Farmácia Móvel
  • Colab - Rede Social para Cidadania
  • N/D
  • N/D
Atendimento ao Contribuinte Alvará Online ISS Eletrônico Licitações Concursos Edital qualificação de marcas Rede de proteção a criança e adolescente Acesso Cidadão - Senha Web PROMUBE
Parque do Japão
COMPARTILHE  
09 de Setembro de 2019
Reduzir Fonte Aumentar Fonte
 
Monitoramento vai indicar momento ideal para transferência de carpas
 
 
Diretoria de Comunicação
 
Após estabilização do PH da água, será feita despesca de carpas para retorno das carpas ao lago principal; procedimento deve ser realizado ainda esta semana Clique para ampliar a foto
Após estabilização do PH da água, será feita despesca de carpas para retorno das carpas ao lago principal; procedimento deve ser realizado ainda esta semana
Aldemir de Moraes
Esvaziado e limpo, os lagos principais do Parque do Japão já retomaram seu nível normal de água. Antes de devolver as carpas ao local, agora acomodadas num único lago, técnicos acompanham o PH (acidez) da água, hoje em pouco mais de 8. O adequado é em torno de 6.2 para garantir a saúde das carpas. Adição de sal grosso na água contribui para baixar o índice. Assim que for atingido, as carpas serão transferidas. 

Lembrando que no início de junho registrou-se grande mortandade de carpas no lago principal. O fenômeno ocorreu após chuvas intensas. Não se chegou a uma explicação sobre a origem do problema. Laudos apontaram suspeitas sobre diversas substâncias contaminantes, entre elas soda cáustica. Essas substâncias teriam elevado o PH da água e provocado queimaduras nas carpas. Varredura no entorno do parque não localizou origem. 

As carpas foram retiradas do lago e colocadas em outro. Após limpeza profunda, com retirada de uma camada de detritos do fundo e isolamento, o lago foi novamente enchido e iniciado controle do PH. A previsão é que as carpas sejam deslocadas para o local ainda esta semana. Feito isso, o outro lago será esvaziado e limpo. Sistema de filtros, com carvão ativado, vai evitar nova contaminação. Os filtros estão entre as nascentes e o lago. 

O número de carpas nos lagos será aumentado. Cerca de 40 matrizes estão reproduzindo no centro de pesquisas da UEM, no distrito de Floriano. Os alevinos, em torno de 500,  já têm tamanho adequado para repovoar os lagos e voltam assim que for normalizado PH. Um novo lago também foi construído no parque e servirá como unidade de manejo, aberto à visitação. Desde que as medidas foram adotadas, não se verificou mais mortes de carpas. 

 
 Outras Notícias
 
» Shows e desfile marcam aniversário de 72 anos do distrito de Floriano
» ′Dia da Limpeza′ busca conscientização sobre lixo urbano
» Maringá perde em casa para favorita na Liga Nacional
» Saúde alerta: casos de sarampo exigem atenção com vacina
» Maringá tem dois favoritos no Brasileiro de Atletismo
» Festival Paralímpico ocorre neste sábado, 21, com 150 participantes
 
+ Notícias
 

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ

Av. XV de Novembro, 701 - Centro

Maringá - Paraná - Brasil - Cep: 87013-230

Fone: (44) 3221.1234