Atendimento ao Contribuinte Alvará Online ISS Eletrnico Licitações Concursos Edital qualificação de marcas Plano Decenal dos Direitos Humanos ÔNIBUS NOVOS HORÁRIOS Acesso Cidadão - Senha Web AUDIÊNCIA - ERA AVENIDA COLOMBO
Meio Ambiente
COMPARTILHE  
17 de Julho de 2017
Reduzir Fonte Aumentar Fonte
 
Novo plano de arborização vai cadastrar árvores
 
Diretoria de Comunicação
 
As rvores ajudam a regular o clima e a temperatura dos centros urbanos, melhoram a qualidade do ar, a permeabilidade do solo e trazem mais qualidade de vida  populao Clique para ampliar a foto
As rvores ajudam a regular o clima e a temperatura dos centros urbanos, melhoram a qualidade do ar, a permeabilidade do solo e trazem mais qualidade de vida populao
Cary Bertazzoni/PMM
No dia em que se comemora o Dia da Proteção da Floresta (17 de julho), recorda-se a conscientização de sua importância por se tratar de uma das maiores riquezas naturais do planeta. Diante da relevância de se preservar a biodiversidade, em Maringá, o Plano Diretor de Arborização volta a ser atualizado levando em conta as demandas municipais. O projeto anterior está vencido e o atual, em andamento. O cadastramento das árvores é o que demanda mais tempo. 

O projeto vem sendo modernizado pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Maringá (Sema). A proposta contempla novos desafios como a função iconográfica, o resgate histórico do paisagismo segundo o plano urbanístico concebido dentro de critérios técnicos da década de 40 elaborado pelo pioneiro Luiz Teixeira Mendes, e até problemas ambientais da Cidade. O plano de manejo também considera os riscos ambientais de podas irregulares, as condições sanitárias das árvores por infestação de pragas, a iluminação pública, a rede de serviços urbanos como esgoto e água que dão conta da drenagem pluvial, evitam erosões e influenciam a vida útil das árvores. 

O diretor de Meio Ambiente, José Plínio Silva Filho, comenta que os novos desafios dão funcionalidade aos trabalhos desde o aspecto visual da Cidade pela identificação de cada espécie e a qualidade de vida relacionada: Contamos com a ajuda de engenheiros florestais e civis, biólogos, arquitetos, historiadores e o apoio de técnicos da Copel e Sanepar , considerando inclusive o manejo paisagístico nos canteiros, nas calçadas ecológicas, além da recomposição de fundos de vale e outros problemas ambientais, os jardins, viveiros e floreiras que devem ser instaladas no Novo Centro no intuito de facilitar a drenagem da chuva, a infiltração de água nos solos, o sombreamento das árvores nas ilhas de calor que reduzem a temperatura em até 5 graus.  

As árvores ajudam a regular o clima e a temperatura dos centros urbanos, melhoram a qualidade do ar, a permeabilidade do solo e trazem mais qualidade de vida à população. O planejamento evita uma série de problemas atuais e futuros para os municípios. O Plano Municipal de Arborização Urbana é exigido pelo Ministério Público do Paraná. Uma arborização mal manejada traz uma série de riscos, como acidentes com a rede de energia e queda de árvores. A arborização urbana, além de seus benefícios para melhoria do clima urbano, colabora para a formação da memória e do patrimônio cultural da cidade. 

 
 
 Outras Notícias
 
» ′Bosque da Amizade′ recebe 400 novas mudas; prefeito planta ipê roxo
»  Busca pela classificação do Handebol Feminino marca agenda esportiva do fim de semana
» Semob inicia vistoria de mototáxi e motofretes
» ′Bota Fora′ mira mosquito da dengue e escorpião amarelo
» Abertura dos envelopes da licitação de radares será na segunda
» Paradesportistas querem cumprimento da lei das cotas nas empresas
 
+ Notícias
 

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ

Av. XV de Novembro, 701 - Centro

Maringá - Paraná - Brasil - Cep: 87013-230

Fone: (44) 3221.1234

Registro Ponto do Servidor