Prefeitura do Município de Maringá

Prefeitura repassa bicicletas adaptadas para três paratletas

Diretoria de Comunicação

24 de abril de 2018


Paratletas da União Metropolitana Paradesportiva de Maringá (UMPM) receberam, nesta semana, duas bicicletas adaptadas adquiridas pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Sesp).
Criado em 1989 na Dinamarca, o modelo de bicicleta deu origem à modalidade paralímpica conhecida como “Petra”, que é praticada desde 2009 no Brasil como uma atividade dinâmica e veloz para os atletas com paralisia cerebral.
Os paratletas são classificados entre três diferentes classes: RR1, RR2 e RR3, sendo três o grau de menor gravidade.
Em Maringá, o esporte tem como representantes os paratletas Carlos Eduardo Rossi - da classe RR2, Edvan Dias de Souza - RR3 e Ricardo Alexandre de Souza - RR3. Os três são frequentemente convocados para representar o Brasil no Campeonato Mundial de Petra (CPISRA World Championship&RaceRunners Camp Cup) e já tiveram brilhante participação nos campeonatos de 2015 e 2016.
No ato de entrega das bikes aos paratletas, o vice-prefeito Edson Scabora destacou que uma das prioridades da gestão municipal é oferecer apoio ao esporte em todos os níveis. “O esporte é a minha ′menina dos olhos′. E acredito que é por meio dele, aliado à cultura e à educação, que se torna possível elevar o nível de toda uma sociedade e mudar o país”, enfatizou.
Para o secretário de Esportes e Lazer, Valmir Fassina, a relevância do esporte paralímpico e os bons resultados conquistados pelos atletas maringaenses nas competições disputadas justificam a elevação, já efetuada, nos valores de investimentos feitos no segmento pela administração municipal. “Esses bons fatores já motivaram neste ano um investimento dez vezes superior ao do ano passado, ou seja, de R$ 30 mil investidos em 2017, o esporte paralímpico passou a receber R$ 300 mil em 2018. Nosso objetivo é investir cada vez mais em todos os esportes”, assegurou.

Fator motivacional
Ao enaltecer a atenção e o empenho da administração municipal em auxiliar o desenvolvimento do esporte paralímpico, o presidente da UMPM, Paulo Reinaldo Rossi, garantiu que “a aquisição das bicicletas adaptadas representará mais uma motivação para o avanço dos paratletas nos treinamentos e, consequentemente, na elevação do nível de atuação nas competições em que eles estarão representando Maringá”.
O coordenador de Esportes Paralímpicos da Sesp, Silvio Podadeiro, explicou que a “Petra” - ou Race Running, como é chamada no exterior - é uma modalidade do atletismo onde os atletas correm com um triciclo sem pedais que é impulsionado com seus próprios pés, apoiando-se a uma armação com três rodas anexadas a um suporte para o corpo.
No Brasil, a Associação Nacional de Desportos para Deficientes (ANDE) é a entidade responsável pelo fomento e desenvolvimento das modalidades esportivas paralímpicas. "Esperávamos por essas bikes desde 2009 para participar das competições da ANDE", revelou Podadeiro.

Provopar
No final da cerimônia de entrega das bicicletas adaptadas a presidente do Provopar-Maringá, Eliane Maia, agradeceu o empenho de toda a equipe de servidores da Secretaria de Esportes e Lazer pelo sucesso obtido na organização da 44ª Prova Tiradentes, disputada no último domingo pelas vias centrais de Maringá.
Neste ano, a inscrição na prova pedestre foi gratuita para os participantes. Entretanto, todos os mais de seis mil inscritos contribuíram com o Provopar fazendo a doação de um quilo de alimento não perecível no momento da retirada dos kits.
“Se antes o depósito do Provopar estava quase vazio, hoje as prateleiras estão abarrotadas de alimentos. Afinal, a arrecadação total passou de seis toneladas de alimentos que já estão sendo repassados às entidades assistenciais do município. Adoro o esporte e agradeço a competência e dedicação de todos”, finalizou. (CP/PMM)

Mais informações: (44) 3220-5765 / 5775 (Sesp)


Outras Notícias