Curiosidades

 

CURIOSIDADES

 

          A  impressão inicial para quem chegava à cidade era de uma verdadeira aventura. O povo tinha que usar botas e o único veículo compatível com a região era o jipe, o qual nos dias de chuva, era totalmente impraticável sair pela cidade, as estradas ficavam intransitáveis, e os carros tinham que ser empurrados ou puxados, com cabo de aço, por um caminhão.    

           Nos dias de calor, o vermelho da terra roxa era de tal forma insuportável que cobria tudo. O trajeto até Curitiba, capital do estado, demorava aproximadamente de 12 a 14 horas, pela rodovia que mais tarde tornou-se Estrada de Café.      

            A Praça Napoleão Moreira da Silva, foi a primeira praça da cidade, nela encontravam-se as pequenas instalações da Rodoviária e ao seu redor havia os pontos de carroças e charretes que serviam de táxis, por isso era chamada de "Praça da Rodoviária". Em 1957 a praça da Rodoviária passou a chamar-se Praça Napoleão Moreira da Silva em homenagem ao pioneiro que chegou em Maringá em 1945. A praça foi doada à Prefeitura pela Companhia de Terras Norte do Paraná, toda arborizada com árvores nativas de nossa região. Na administração do prefeito de Maringá, Sr. Américo Dias Ferraz (1957-1960),  que brigou com a colonizadora e, em retaliação, mandou derrubar todas as árvores nativas, boa parte delas perobas e gurucaias.