Curiosidades

 

OS PRIMEIROS DE MARINGÁ

 

Primeira Rua: Av. Brasil

Primeira Praça: Praça. Napoleão Moreira da Silva

Primeira Casa: Sr. Alfredo Werner Nyffeler

Primeira Capela da cidade (perímetro urbano) Capela Santa Cruz

Primeira Capela do município: Capela São Bonifácio - Fazenda dos Padres

Primeira Escola Pública: Escola Isolada de Maringá

Primeira Escola Particular: Colégio Santa Cruz

Primeira Menina Nascida: Ivone Cavalcanti

Primeiro Menino Nascido: Juracy Cordeiro

Primeira Aluna Matriculada: Nilza Moreira Silva

Primeira Professora: Dirce de Aguiar Maia

Primeiro Padre: Pe. Emílio Clemente Sherer

Primeiro Bispo: D. Jaime Luiz Coelho

Primeiro Ginásio: Ginásio Maringá

Primeira Agência Bancária: Banco Comercial do Paraná

Primeiro Hospital: Hospital Santa Cruz

Primeira Médico: Dr. Lafayete da Costa Tourinho

Primeiro Jornal: O Jornal de Maringá

Primeiro Hotel: Hotel Maringá

Primeiro Cinema: Cine Primor

Primeiro Avião Aterrizado: PPYPS da Real Transportes Aéreos

Primeira Festa Junina: Aero Clube de Maringá em 1948

Primeira Rainha do Carnaval: Maria Freire Lorencete (Donzinha)

Primeira Orquestra: Marchini e sua Orquestra

 

       A primeira escola surgiu em 1947 e a primeira professora foi Dirce de Aguiar Maia. O Jornal de Maringá foi o primeiro jornal da região e sua primeira edição circulou no dia 19 de junho de 1950, pelo jornalista Avelino Ferreira. A primeira rádio, a Rádio Cultura, foi ao ar pela primeira vez no dia 15 de julho de 1950, por Samuel Silveira. A primeira televisão, a TV Cultura, foi ao ar pela primeira vez em 1975.

       O primeiro “arranha céu” de Maringá foi construído nos anos 1962 a 1965, o que significou uma nova era arquitetônica para a cidade, pois foi o primeiro a ter elevador e mais do que três andares, o que era regra na época. O idealizador do edifício foi o engenheiro Hélio Moreira. O nome “três Marias”  em homenagem a suas três filhas: “Maria da Graça, Maria Cecília e Maria Beatriz”.

       O primeiro prédio de alvenaria foi construído no final dos anos 1940, tinha apenas um andar. Diferia dos demais de seu entorno porque a  maioria possuía paredes de madeira.

       No dia 6 de maio 1947, coube ao senhor Zilbo da Silva, de acordo com recibo n°1, fornecido pela Companhia, adquirir o primeiro lote de terras da cidade: lote 01, quadra 09, zona 01.

       O primeiro aeroporto foi construído em 1947, foi erigido em madeira com telhado de barro recebendo a denominação de Aeroporto Gastão Vidigal, que funcionou até o final da década de 60, dando lugar .ao Aeroporto Regional de Maringá Silvio Name Júnior que foi inaugurado em 16 de setembro de 2000.

       A primeira pavimentação da Avenida Brasil era feita de paralelepípedos, colocados pela Companhia Melhoramentos Norte do Paraná a partir de 1952. Aníbal Bianchini lembra que durante a gestão do prefeito Adriano Valente (1969-1972), o centro da cidade foi asfaltado. Os paralelepípedos foram retirados e utilizados no calçamento de parte do Parque do Ingá.

       A Praça Napoleão Moreira da Silva, no centro de Maringá, era um bosque de essências nativas mantida pela Companhia Melhoramentos Norte do Paraná. Segundo o pioneiro Aníbal Bianchini, entre as espécies estavam peroba, cedro, marfim e gurucaia. Mas o bosque teve vida curta. “O segundo prefeito de Maringá, Américo Dias Ferraz (1957 -1960), brigou com a Companhia e, como vingança, mandou derrubar todas as árvores nativas. A Companhia então construiu a praça, jardinou, arborizou e a entregou para a cidade durante o primeiro governo de João Paulino, que sucedeu Américo Dias na Prefeitura”, conta Bianchini.