Curiosidades

 

CIDADE JARDIM

 

          Andando pela cidade percebe-se que tudo é planejado: áreas residenciais, comerciais e industriais. As avenidas são largas e há dezenas de praças e verde por todos os lados. É a ideia de “cidade jardim”, muito comum na Inglaterra, terra de origem da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná.Os primeiros bairros centrais são conhecidos como Zona 1 (região comercial), Zona 2 (região residencial, próxima ao Centro), Zona 3 (antiga Vila Operária), Zonas 4 e 5 (residenciais), Zona 7 (próxima da Universidade Estadual de Maringá - UEM) e assim por diante. Atualmente já recebem nomes diversos. 

Fonte: Conhecendo Maringá - Grupo Maringá de Comunicação 


          A área urbana de Maringá tem uma árvore para cada quatro moradores, uma média de 55,0 m˛ de área verde por habitante. Em um total de 1,8 milhão m˛ de áreas verdes , em 21 reservas, das quais 14 parques públicos, um particular e seis áreas sem lei própria.  

          O critério para a escolha das  árvores plantadas em Maringá foram as flores, segundo o engenheiro agrônomo  Anibal Bianchini, conhecido carinhosamente como “Jardineiro de Maringá”. As espécies deveriam florescer a maior parte do ano, por isso foram selecionadas mudas de flamboyant, sibipiruna, pau-ferro, figueira branca, espatolia, alecrim, canelinha cheirosa e o ipê roxo, entre outras, que florescem em diferentes meses do ano e encantam pelos tapetes multicoloridos que formam as avenidas, praças e ruas da cidade. 

          Um jacarandá mimoso na esquina das ruas Duque de Caxias e Joubert de Carvalho foi uma das primeiras árvores plantadas.